sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Gnomo (Do gr. gnómon, «que habita a terra») espírito que, segundo a crença dos cabalistas, preside à Terra e a tudo o que ela contém


Amigos, amigas, indivíduos e visitantes deste humilde blogue.

Cá estou eu para partilhar convosco mais uma das minhas fantásticas teorias. Qual Einstein eu me saí, que de vez em quando tenho clik's dentro da minha cabeça e resolvo problemas e enigmas que nunca ninguém, jamais, conseguiria deslindar.

Ora, o tema sobre o qual vou dissertar é:

"O Fenómeno IC19"

A ideia surgiu por, ao passar num dos blogues quase tão bons como este (8lue5pirit.blogspot.com), vi um post da minha querida "C." (muito Kafkiano, eu sei... agora sou uma pseudo-intelectualóide) a falar sobre a sua tenebrosa viagem casa-trabalho, em que demorou 91 minutos a fazer um percurso que demora 40 minutos.

A questão não é o tempo que se demora, mas o porquê. Acho que todos os que estão frequentam o "Itinerário Caracol" sabem que é sempre uma surpresa o tempo que se vai demorar a fazer 20 km. Tanto pode ser 20 minutos, como 40 minutos, como... 4 horas. Mas são vicissitudes da vida a que os utentes desta via já se habituaram. E seja a que horas for, a surpresa pode ser grande. Enganem-se aqueles que acham que fora da, chamada, hora de ponta, 20 km se fazem em 20 minutos... Nananana!!!! Acreditem que podem demorar as tais 4 horas.

Deixo aqui um testemunho meu que numa bela noite de inverno, estava eu em época de exames e decidi ficar a estudar em Lisboa até mais tarde. Saí de Lisboa à 1 da manhã e cheguei a Rio de Mouro às 3... cerca de 2 horas e 45 minutos parada na IC19 à 1 e tal da manhã. E porquê???? Na altura não soube porque não havia vestígios de obras nem de acidentes. Mas hoje, com mais experiência e maturidade já percebo exactamente o que se passa e como não sou uma pessoa que gosta de guardar a sabedoria só para mim vou partilhar convosco.

Ora, o que se passa é por baixo da IC19 vivem uns seres chamados GNOMOZYO que são criaturas muito pequeninas, talvez do tamanho de ácaros, escuras, que usam barretes verdes, provenientes de belas vilas e aldeias do conselho de Sintra e Amadora. O seu nome provem de GNOMOS (porque são pequenos) + YO (porque são da linha de Sintra e escurinhos). Este seres alimentam-se, essencialmente de monóxido de carbono e daí a escolha do local para se sedentarizarem. Ainda pensaram em São Paulo mas viram na IC19 uma muito maior probabilidade de terem recursos por pelo menos mais 27 gerações. Visto terem bastantes recursos tornaram-se criaturas muito fortes e resistentes. Vivem essencialmente da industria de ímanes. E aqui reside o problema.

É que, tendo os GNOMOZYO imensas e enormes fábricas de ímanes, estes provocam uma força de atracção nos veículos circulantes da IC19 e assim estes não se conseguem mover. Há registos de que já houve inclusivamente casos de desaparecimento de veículos e na altura evocou-se coisas como Carjacking, assaltos, raptos... Ingénuos, são o que são! E a culpa é dos Media que nos fazem acreditar que a Linha de Sintra é perigosa e que tem alto nível de criminalidade... Tretas!

O que acontece é que os GNOMOZYO precisam de matéria prima para fabricar os seus ímanes e esta é extraída de carros, motas, camiões TIR, etc (porque os ímanes são feitos de material ferromagnético e que as suas propriedades magnéticas são causadas pelo spin dos electrões que se encontram no interior da matéria. (Viva a Wikipédia!))... e por vezes de comboios, mas isso é mais raro porque essa extracção sai muito cara. Mas de vez em quando... lá um comboio descarrila!!! E depois vêm dizer que não há segurança nos transportes, que a CP é que é a culpada... Mais uma vez os Media!!! É vergonhoso!!!!

E pronto! Assim vivem os GNOMOZYO e assim surge a explicação do porquê do trânsito da IC19 e porque é que há carros que desaparecem...

Enfim!

Vivemos num mundo em que somos constantemente influenciados pelos que os Media nos querem vender.

Amigos, amigas, indivíduos e visitantes deste humilde blogue: garanto-vos que com este post não vos quero vender nada. Não trabalho em nenhum jornal nem em qualquer meio de comunicação! Quero apenas partilhar convosco a minha, que agora é nossa, descoberta, para que seja reposta a verdade e para que quando estiverem no nó de Queluz e demorem 3 horas e 17 minutos a chegar a Ranholas, pensem positivamente. Pensem que estão a salvar milhões de vidas de GNOMOZYO. Encarem isto como dar sangue, mas sem agulha...

4 comentários:

Spirit disse...

Para este teu post sobre os GNOMOZYO só tenho uma palavra:

B-R-U-T-A-L!!!!

Bjs

disse...

Hehehe!!!lindo...mesmo muito bom!!!
Mas já que todo o individuo que usa esta estrada está a contribuir para uma causa maior "dar sangue, mas sem agulha"...será que se pode pôr isto no IRS?????
bjs

Sérgio disse...

Finalmente sei o q acontece aos carros da IC19...
E a explicação é tão obvia!!
Ou meu Deus (Vodka Red Bull) Como é q ninguém se lembro disto antes???
Simplesmente lindo, linda!!

Beijo grande!!

Alsaharazad disse...

Eu sou um espírito iluminado... Um génio ainda não descoberto... Um potencial Einstein emigrado em Marrocos... mas por pouco tempo :-)